Blog

Exame de alergia a glúten: tudo o que você precisa saber

Exame de alergia a glúten: tudo o que você precisa saber
exame-de-alergia-a-gluten

O glúten é uma proteína que está presente em diversos alimentos que fazem parte do dia a dia dos brasileiros. Porém, algumas pessoas podem ter alergia ou intolerância a esse alimento e o diagnóstico é feito através do exame de alergia a glúten.

Em caso positivo, os pacientes devem se consultar com profissionais da saúde para realizar o tratamento para viver normalmente.

Nesse post, vamos falar mais sobre esse exame e tudo o que você precisa saber sobre a alergia ao glúten. Vamos lá?

O que é alergia a glúten?

O glúten é um nutriente composto pela junção de duas proteínas: a glutelina e a gliadina, que servem para deixar a massa dos alimentos mais resistente e elástica. Ele é encontrado em diversos alimentos como aveia, centeio e trigo.

Devido aos grandes prejuízos que a proteína pode causar ao ser consumida, buscou-se proporcionar um consumo consciente na população, trazendo essa informação nas embalagens.

A medida foi adotada a partir da Lei 10.674/03, que determina: “Art. 1.º Todos os alimentos industrializados deverão conter em seu rótulo e bula, obrigatoriamente, as inscrições “contém Glúten” ou “não contém Glúten”, conforme o caso.”

Quais são os sintomas da alergia a glúten?

Esses são alguns dos sintomas que indicam alergia ao glúten:

  • Irritação na pele;
  • Dor de cabeça;
  • Falta de ar;
  • Dor abdominal;
  • Diarreia;
  • Vômito;
  • Rinite;
  • Urticária.

Se você notar a presença de alguns desses sintomas, é importante buscar ajuda médica imediatamente. 

Em casos mais graves, a alergia pode causar inchaço na garganta, dores no peito, taquicardia e tontura.

Portanto, o exame deve ser feito quando o indivíduo notar a presença de alguns dos sintomas relacionados à doença.

O que fazer se o exame der positivo?

exame-alergia-a-gluten-origem

Caso seja constatada alergia ao glúten, será necessário adotar uma dieta específica que consiste em excluir os alimentos com glúten da alimentação e introduzi-los gradativamente.

Porém, é importante se consultar com profissionais da saúde que poderão determinar o melhor tratamento para cada paciente.

Além disso, os alérgicos a glúten também devem ficar de olho nas embalagens dos alimentos e escolher aqueles que não possuem a proteína para não correr riscos desnecessários.

Doença celíaca, intolerância ao glúten e alergia ao glúten: qual a diferença entre elas?

Apesar de serem parecidas, cada uma dessas condições possuem características específicas. E, para você saber diferenciá-las, iremos explicar sobre cada uma delas, a seguir:

Doença celíaca

A doença celíaca é autoimune, ou seja, o sistema imunológico ataca as próprias células saudáveis do corpo, causando uma inflamação.

Quando o indivíduo alérgico consome a proteína, o corpo libera anticorpos que atacam o intestino. Essa processo inflamatório pode causar diversos sintomas, como:

  • Diarreia;
  • Anemia;
  • Osteoporose;
  • Flatulência Excessiva;
  • Distensão;
  • Dor Abdominal;
  • Enxaqueca;
  • Epilepsia.

Vale ressaltar que, em alguns casos, o indivíduo não apresenta sintomas, portanto, acaba sendo mais difícil diagnosticá-la e tratá-la.

Outro ponto importante é que nem sempre o primeiro contato com o glúten gera algum sintoma, ele pode aparecer da segunda ingestão em diante.

Intolerância ao glúten

A intolerância ao glúten, ou sensibilidade ao glúten não-celíaca, como também é conhecida, acontece quando o paciente apresenta sintomas após consumir a proteína.

Nesses casos, não se sabe ao certo se o paciente é intolerante ao glúten ou ao trigo presentes nos alimentos.

Os sintomas da intolerância são semelhantes à doença celíaca, tornando-a mais difícil de ser diagnosticada.

Além disso, a intolerância não apresenta sintomas graves, como a doença celíaca. Porém, se o paciente nota dificuldade na digestão desses alimentos, o mais recomendado é eliminar o consumo.

Alergia ao glúten

A alergia ao glúten é uma reação exagerada do corpo quando são consumidos determinados alimentos, podendo causar reações respiratórias ou na pele.

O processo alérgico acontece quando o organismo entende que as proteínas do glúten são uma ameaça para o corpo. 

A gliadina (proteína do glúten) reage com a imunoglobulina E (IgE), causando a reação alérgica ao glúten. Os principais sintomas são:

  • Rinite;
  • Asma;
  • Urticária;
  • Anafilaxia.

Importante ressaltar que a alergia ao glúten é mais comum em bebês e crianças por estarem em processo de desenvolvimento do sistema imunológico e digestivo. Portanto, a tendência é que a doença desapareça a partir do crescimento.

Descubra se você é alérgico ao glúten

Como você pode ver ao longo da leitura deste artigo, o exame de alergia a glúten deve ser feito sempre que o paciente apresentar algum sintoma da doença.
Para saber se você é alérgico a glúten, faça seu exame aqui no Origem, é muito simples e rápido. Basta entrar em contato com nossa equipe e fazer o agendamento!

Start typing and press Enter to search

Carrinho

Nenhum produto no carrinho.

Precisa de ajuda?